Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

MAIS UMA VITÓRIA NA JUSTIÇA PARA ENFERMAGEM...

Técnica de Enfermagem consegue na Justiça 60 dias além da licença-maternidade Bebê, prematuro, ficou três meses internado no Hospital Vila da Serra. A mãe Juliana Cristina Santos, de 33 anos procurou Tribunal de Justiça Federal Especial



"Meu objetivo não é lesar ninguém, mas poder cuidar mais um pouco da minha filha" Juliana Cristina Santos, 33 anos, técnica de enfermagem, mãe de Sofia.’’
Juliana Cristina Santos, de 33 anos, técnica de enfermagem, deu à luz Sofia em 7 de junho. Uma felicidade sem tamanho, mesmo ela tendo nascido com apenas 830 gramas e 33 centímetros. Sofia é prematura e ficou três meses internada no Hospital Vila da Serra, em Nova Lima, onde ocorreu o parto, até conseguir pegar peso, ficar mais forte e poder ir para casa. A mãe, funcionária de um hospital privado na mesma cidade, já estava numa contagem regressiva para o retorno ao trabalho após a licença-maternidade de quatro meses e um mês de férias, mesmo tendo nos braços um bebê ainda tão frágil. Ela deci…

ENFERMAGEM UNIDA PELAS 30 HORAS.

SEXTA-FEIRA, 24 DE MAIO DE 2013 Enfermeiro e Vereador de Paranaguá, Jacir de Oliveira, apoia 30 horas semanais. Conselheiro Djalma Pedro, enfermeiro e vereador Jacir de Oliveira Morais,
e Secretário do Coren-PR, Marco Antonio de Araujo

Na última sexta-feira, 17, o Secretario do CorenPR, Marco Antonio de Araujo, recebeu a visita do enfermeiro e Vereador Jacir de Oliveira Morais, do município de Paranaguá, que veio pessoalmente receber seu Prêmio Paranaense de Excelência em Enfermagem 2012 pela sua atuação profissional e política na valorização da enfermagem e da sociedade paranaense.Também, confirmar sua presença no 16º CBCENF - Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem que será realizado nos dias 2, 3, 4 e 5 de outubro, em Vitória- Espírito Santo.

Representando o presidente doCorenPR, Luis Eugênio Miranda, o Secretario Marco Antonio parabenizou ainiciativa e apoio do vereador Jacir de Oliveira na luta pela redução da carga horária de trabalho dos profissionais da Enfermagem de …

SINDICATO É PARA LUTAR...

Sexta-feira, 22 de Março de 2013 Auxiliar de enfermagem tem direitos ....... A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) concedeu a uma auxiliar de enfermagem do Hospital Nossa Senhora da Conceição S.A., adicional de periculosidade após constatar a exposição da profissional a radiação ionizante emanada de um aparelho de raios X utilizado durante exames em pacientes no setor onde trabalhava. O recurso da auxiliar de enfermagem, julgado pela Turma do TST, pedia a reforma da decisão do Tribunal Regional da 4ª Região  que negou o adicional de periculosidade. Embora o Regional tenha reconhecido que a enfermeira estava exposta à radiação – já que eram realizados cerca de nove exames por noite no setor em que ela trabalhava –, decidiu que não era devido o adicional de periculosidade por "absoluta ausência de amparo em lei". No recurso ao TST a auxiliar de enfermagem sustenta que o Ministério do Trabalho tem competência para enquadrar como perigosa a atividade que expõe o …

PRESIDENTE DO SINDIPROENF DJALMA PEDRO PRESTA APOIO AOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM QUE REALIZARAM GREVE DE FOME POR 30 HORAS EM FAVOR DA JORNADA DE 30 HORAS EM BRASÍLIA NESTE ANO.

ESTIVERAM PRESENTES NESTE ATO, O PRESIDENTE DO COREN DO RIO DE JANEIRO, A DEPUTADA ESTADUAL DO RJ, O PRESIDENTE DO SINDIPROENF-PR,A PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ENFERMEIROS E O PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS AUXILIARES E TÉCNICOS DE ENFERMAGEM.



FALE CONOSCO: sindicatodeenfermagem@hotmail.com

VOCÊ QUE ACOMPANHA NOSSO BLOG ENTRE EM CONTATO CONOSCO E FAÇA PARTE E HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DO SINDICATO DOS TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM DO ESTADO DO PARANÁ.

TÉCNICA DE ENFERMAGEM RECEBERÁ INDENIZAÇÃO POR ATRASO NO PAGAMENTO

Notícias do TST

Celsp indenizará empregada pelo atraso reiterado no pagamento dos saláriosCoverter Celsp indenizará empregada pelo atraso reiterado no pagamento dos salários para(Sex, 25 Out 2013 17:37:00)A Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (Celps) foi condenada a pagar R$ 3 mil de indenização por dano moral a uma técnica de enfermagem por atrasar, reiteradamente, o pagamento dos seus salários. A Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho não admitiu (não conheceu) seu recurso de revista e manteve decisão condenatória."A repetida impontualidade no pagamento dos salários resulta na dificuldade do trabalhador saldar suas obrigações. Constatada a violação do princípio da dignidade humana do trabalhador, o direito à reparação dos danos morais é a sua consequência", afirmou o ministro Vieira de Mello Filho, relator do recurso da Celsp. De acordo com a técnica de enfermagem, a Celsp vinha há meses pagando seu salário sempre atrasado, causando-lhe transtornos, quer pelos p…