Pular para o conteúdo principal

AFINAL PARA QUE SERVE UM SINDICATO..




NOTA: O SINDIPROENF PARABENIZA OS GARIS PELA SUA BRILHANTE FUNÇÃO SOCIAL E SUA VALORIZAÇÃO PREANTE A SOCIEDADE.
O SINDIPROENF ASSIM QUE CONQUISTAR O REGISTRO SINDICAL INICIARÁ URGENTE SUA REPRESENTAÇÃO JUNTO AOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM DO PARANÁ, RESGATANDO A VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL DIANTE DA SOCIEDADE ATRAVÉS DE SALÁRIOPS DÍGNOS E BENEFÍCIOS JUSTOS,

A) VARREDOR / AJUDANTE DE SERVIÇOS DIVERSOS -  Salário mensal R$ 1.054,27 Insalubridade mensal (cláusula 9ª) R$ 157,60 (20% do salário mínimo)
 Assiduidade mensal (cláusula 10ª.) R$ 105,43 (10% do salário nominal)
 Vale – Refeição mensal (cláusula 12ª) R$ 547,25 (25 vales de R$ 21,89);
Mediador - Extrato Acordo Coletivo 06/07/2015 16:37 1 de 18 Vale – Alimentação mensal (cláusula 13ª) R$ 310,25 (25 vales de R$ 12,41).  
Total R$ 2.174,80

C) COLETOR DE LIXO DOMICILIAR Salário mensal R$ 1.230,09
 Insalubridade mensal (cláusula 9ª) R$ 315,20 (40% do salário mínimo)
Assiduidade mensal (cláusula 10ª.) R$ 123,01 (10% do salário nominal)
Vale – Refeição mensal (cláusula 12ª) R$ 547,25 (25 vales de R$ 21,89);
 Vale – Alimentação mensal (cláusula 13ª) R$ 310,25 (25 vales de R$ 12,41). 
Total R$ 2.525,80

D) CLASSIFICADOR DE RESÍDUOS / COLETOR DE RESÍDUOS DIVERSOS Salário mensal R$ 1.177,81 
Insalubridade mensal (cláusula 9ª) R$ 315,20 (40% do salário mínimo)
Assiduidade mensal (cláusula 10ª.) R$ 117,78 (10% do salário nominal)
 Vale – Refeição mensal (cláusula 12ª) R$ 547,25 (25 vales de R$ 21,89);
Vale – Alimentação mensal (cláusula 13ª) R$ 310,25 (25 vales de R$ 12,41).
Total R$ 2.468,29

E) SERVENTE Salário mensal R$ 1.040,55 
Insalubridade mensal (cláusula 9ª) R$ 157,60 (20% do salário mínimo)
Assiduidade mensal (cláusula 10ª.) R$ 104,06 (10% do salário nominal)
 Vale – Refeição mensal (cláusula 12ª) R$ 547,25 (25 vales de R$ 21,89);
Vale – Alimentação mensal (cláusula 13ª) R$ 310,25 (25 vales de R$ 12,41).
Total R$ 2.159,71

A) O pagamento dos dias destinados ao descanso semanal remunerados feriados trabalhados serão pagos em dobro.

C) Fica facultada a possibilidade de, mediante acordo individual com o seu empregador, adoção do regime de trabalho de 12 x 36 horas, sem percepção de horas extras, assegurando-se o piso salarial e a percepção integral dos tíquetes refeição e alimentação. Ainda, mediante acordo coletivo, devidamente celebrado com o sindicato profissional, fica facultada a adoção do indicado regime de trabalho (12 x 36 horas) a qualquer atividade.

A) Para os empregados que exerçam a função de OPERADOR DE ROÇADEIRA, CLASSIFICADOR DE RESÍDUOS, COLETOR DE LIXO DOMICILIAR E COLETOR DE RESIDUOS DIVERSOS, o pagamento de adicional de insalubridade será de 40% (quarenta por cento), calculado sobre o salário mínimo legal;

B) Para os empregados que exerçam a função de VARREDOR, AJUDANTE DE SERVIÇOS DIVERSOS e SERVENTE, o pagamento de adicional de insalubridade será de 20% (vinte por cento), calculado sobre o salário mínimo legal.

AUXÍLIO SAÚDE CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - PLANO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA CAVO
A empresa proporcionará Convênio Médico - Hospitalar na UNIMED ou similar aos seus empregados e para seus dependentes legais, definidos na legislação previdenciária, nos moldes conveniados praticados pelo mercado, chamados de plano “stander” ou “básico”, com atendimento nacional.

 Ou seja, o profissional optante terá atendimento em qualquer município que haja estabelecimento credenciado pelo convênio médico.
As despesas de custeio do Convênio Médico serão rateadas da seguinte forma:
A) O empregado optante pelo convênio pagará R$ 42,51 (quarenta e dois reais e cinquenta e um centavos) mensais do seu salário (através de desconto autorizado em folha de pagamento), pela sua participação no convênio e mais R$ 42,51 (quarenta e dois reais e cinqüenta e um centavos) por dependente legal participante.
fonte: pdfhttp://www.siemaco.org.br/acordos/2015%20-%20CAVO.pdf

Postagens mais visitadas deste blog

SALÁRIOS 2016 GARIS DE CURITIBA - VEM AÍ O SINDICATO DE ENFERMAGEM DO PARANÁ.

Tabela de Salários Cavo 2016 ( GARIS DE CURITIBA ) Coletor Domiciliar                                                 Salário R$ 1.365,39 Assiduidade R$ 136,53 Vales (alimentação e refeição) R$ 986,11 Insalubridade (SM) R$ 352,00 TOTAL R$ 2.840,03 Coletor Lixo Reciclável Salário R$ 1.307,36 Assiduidade R$ 130,73 Vales (alimentação e refeição) R$ 986,11 Insalubridade (SM) R$ 352,00 Total R$ 2.776,20 Varredor Salário R$ 1.170,24 Assiduidade R$ 117,02 Vales (alimentação e refeição) R$ 986,11 Insalubridade (SM) R$ 176,00 Total R$ 2.449,37 Servente Salário R$ 1.155,01 Assiduidade R$ 115,50 Vales (alimentação e refeição) R$ 986,11 Insalubridade (SM) R$ 176,00 Total R$ 2.432,62 Operador de Roçadeira Salário R$ 1.320,74 Assiduidade R$ 132,07 Vales (alimentação e refeição) R$ 986,11 Insalubridade (SM) R$ 352,00 Total R$ 2.790,92

 OUTROS: AUXILIO CRECHE - PLANO DE SAÚDE - SEGURO DE VIDA ETC... FONTE: http://www.siemaco.org.br/salarios/2016%20CAVO.pdf

ESCALA DE TRABALHO FOLGA SEMANAL...

JORNADA DE TRABALHO: São 8 horas diárias ou 44 horas semanais pela CLT e, considerando a Constituição de 1998; A Jornada de trabalho pode variar de acordo com a Instituição. Na enfermagem é comum encontrarmos vários tipos de jornadas; os mais comuns são: De 8 horas diárias ou 40 horas semanais, com dois descansos semanais; De 6 horas diárias ou 36 horas semanais, com um descanso semanal; De 6 horas diárias ou 30 horas semanais, com dois descansos semanais; De 12 horas de trabalho por 36 horas de intervalo entre as jornadas (chamados turnos de 12 por 36), com um descanso semanal; Ao realizar uma escala de pessoal, o profissional enfermeiro deve, portanto, levar em consideração a jornada de trabalho vigente na Instituição; inclusive podemos ter Instituições com jornadas diferentes para diferentes funcionários, o que significa que o profissional deverá elaborar a escala com pessoas que cumprem jornadas diferentes, o que torna o trabalho mais complexo. C L T -TIICIISII Art. 58 LEI COM…

DESCANSO SEMANAL REMUNERADO/RESPOUSO SEMANAL REMUNERADO Considerações

DESCANSO SEMANAL REMUNERADO/RESPOUSO SEMANAL REMUNERADO
Considerações Sumário 1. Introdução2. Direito ao Descanso ou Respouso Semanal Remunerado (DSR/RSR)2.1 - Faltas Justificadas3. Remuneração do DSR/RSR e Seus Reflexos 3.1 – Integração ao Salário3.2 – Fórmula Para o Cálculo do DSR3.2.1 – DRS do Professor3.3 – DSR do Mensalista e Quinzenalista3.4 - DSR Sobre Horas Extras3.5 - DSR Sobre Hora Noturna3.6 – DSR Sobre Salário Variável3.6.1 – Distinção Entre Comissão e Prêmios3.7 - DSR Sobre Horistas3.8 - DSR Trabalhado e Não Compensado4. Não Reflete o DSR/RSR4.1 - Sobre Gorjetas4.2 - Sobre Gratificações ou Produtividade4.3 - Insalubridade e Periculosidade5. Perda ou Desconto do DSR/RSR6. Trabalho Aos Domingos e Feriados6.1 - Escala de Revezamento6.1.1 – Mulher6.1.2 - Comércio Varejista7. Solicitação Para Trabalhar no Dia do Descanso7.1 - Prazo da Concessão8. Situações Permitidas do Trabalho ao Domingo8.1 - Comércio em Geral8.2 - Força Maior e Serviços Inadiáveis8.2.1 – Vedado9. Autorização…