Pular para o conteúdo principal

TST mantem reintegração de posse a Enfermeiro sindicalista perseguido..

TST mantem reintegração de posse a sindicalista perseguido

TST mantem reintegração de posse a sindicalista perseguido

Em decisão unânime o Tribunal Superior do Trabalho (TST) impetrou uma ação negativa mostrando-se contrário ao recurso em mandado de segurança impetrado pelo Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe (Coren-SE). A decisão que determinou a reintegração do enfermeiro Evaldo Lima Oliveira foi ajuizada após a direção da autarquia ter demitido o profissional por justa causa mesmo possuindo estabilidade sindical. No processo julgado pelo tribunal, o sindicalista foi acusado pelo próprio conselho por possivelmente ter fornecido documentos sigilosos do Coren junto a terceiros.
Conforme oficializado pela ministra Maria Helena Mallmann, relatora do caso, o pedido de provimento foi negou por considerar que a dispensa ocorreu quando o enfermeiro estava devidamente protegido pela garantia provisória do emprego. Em documento oficial, inclusive publicado no portal de notícias do Tribunal Superior, foi destacado ainda que a ministra decidiu pelo afastamento imediato dos argumentos apresentados pelo conselho quanto à natureza das atividades do enfermeiro, uma vez que, para executar a função de fiscal, é necessário possuir diploma e registro na entidade.
Por fim Mallamann afirmou que a reintegração não tem caráter definitivo, podendo ser revertida no julgamento do mérito da reclamação trabalhista. Para Evaldo Lima, a participação do Sindicato dos Enfermeiros no Estado de Sergipe (SEESE), foi excepcional para o sucesso da ação de defesa. “Felizmente o sindicato o qual faço parte com orgulho defendeu a minha causa, defendeu a causa do profissional de enfermagem que sempre atuou com ética. Todo o apoio psicológico e jurídico me foi fornecido pelo SEESE e agora só nos resta aguardar o desfecho final desta ação ajuizada pelo Coren”, declarou.
Mostrando-se confiante quanto o progresso do processo, o sindicalista concluiu dizendo: “Percebo que os tribunais estão se mostrando favoráveis a decisão do TST e espero que o resultado final seja de comum acordo entre os poderes. Agradeço mais uma vez ao integral apoio do Sindicato dos Enfermeiros”, pontuou Evaldo Lima que deu início à função de enfermeiro fiscal em junho de 2011. No processo foi informado pelo enfermeiro que por diversas vezes sofreu perseguição política após tomar posse como segundo secretário ndo SEESE-SE, em março do ano passado.
Ganho – Na avaliação da presidente sindical, Shirley Morales, a decisão do supremo aponta ganhos para a categoria que enfrentou um problema o qual nunca deveria ter ocorrido, já que todo o trabalhador tem o direito constitucional de se defender. “Sem concluir ou comprovar as denuncias que foram feitas o colega Evaldo Lima Oliveira foi exonerado de maneira arbitrária e isso foi comprovada pela decisão do TST. Nós como representantes do SEESE ficamos muito felizes com essa vitória porque foi uma vitória da própria justiça. A justiça foi feita”, destacou a sindicalista que lamentou ainda a conduta lamentável apresentada por entidades que deveriam defender o profissional de enfermagem.
“Infelizmente as entidades da enfermagem que estão para proteger o profissional elas muitas vezes se colocam contra o trabalhador, o enfermeiro, técnico e auxiliares de enfermagem. Acima de qualquer coisa precisa-se prevalecer o diálogo e não a imposição. A democracia acima de qualquer coisa precisa ser preenchida em todos os espaços”, pontuou Morales.
FONTE: http://seese.com.br/tst-mantem-reintegracao-de-posse-a-sindicalista-perseguido/

Postagens mais visitadas deste blog

SALÁRIOS 2016 GARIS DE CURITIBA - VEM AÍ O SINDICATO DE ENFERMAGEM DO PARANÁ.

Tabela de Salários Cavo 2016 ( GARIS DE CURITIBA ) Coletor Domiciliar                                                 Salário R$ 1.365,39 Assiduidade R$ 136,53 Vales (alimentação e refeição) R$ 986,11 Insalubridade (SM) R$ 352,00 TOTAL R$ 2.840,03 Coletor Lixo Reciclável Salário R$ 1.307,36 Assiduidade R$ 130,73 Vales (alimentação e refeição) R$ 986,11 Insalubridade (SM) R$ 352,00 Total R$ 2.776,20 Varredor Salário R$ 1.170,24 Assiduidade R$ 117,02 Vales (alimentação e refeição) R$ 986,11 Insalubridade (SM) R$ 176,00 Total R$ 2.449,37 Servente Salário R$ 1.155,01 Assiduidade R$ 115,50 Vales (alimentação e refeição) R$ 986,11 Insalubridade (SM) R$ 176,00 Total R$ 2.432,62 Operador de Roçadeira Salário R$ 1.320,74 Assiduidade R$ 132,07 Vales (alimentação e refeição) R$ 986,11 Insalubridade (SM) R$ 352,00 Total R$ 2.790,92

 OUTROS: AUXILIO CRECHE - PLANO DE SAÚDE - SEGURO DE VIDA ETC... FONTE: http://www.siemaco.org.br/salarios/2016%20CAVO.pdf

ESCALA DE TRABALHO FOLGA SEMANAL...

JORNADA DE TRABALHO: São 8 horas diárias ou 44 horas semanais pela CLT e, considerando a Constituição de 1998; A Jornada de trabalho pode variar de acordo com a Instituição. Na enfermagem é comum encontrarmos vários tipos de jornadas; os mais comuns são: De 8 horas diárias ou 40 horas semanais, com dois descansos semanais; De 6 horas diárias ou 36 horas semanais, com um descanso semanal; De 6 horas diárias ou 30 horas semanais, com dois descansos semanais; De 12 horas de trabalho por 36 horas de intervalo entre as jornadas (chamados turnos de 12 por 36), com um descanso semanal; Ao realizar uma escala de pessoal, o profissional enfermeiro deve, portanto, levar em consideração a jornada de trabalho vigente na Instituição; inclusive podemos ter Instituições com jornadas diferentes para diferentes funcionários, o que significa que o profissional deverá elaborar a escala com pessoas que cumprem jornadas diferentes, o que torna o trabalho mais complexo. C L T -TIICIISII Art. 58 LEI COM…

SALÁRIO ENFERMAGEM PARANÁ 2017

SALARIÔMETRO
O valor representa o salário médio inicial para a ocupação CBO 322205 - Técnico de enfermagem socorristacom o perfil escolhido nesta consulta. Foi calculado com base nas 564 contratações observadas entre set/2016 e fev/2017.


R$ 1.342
 SALARIÔMETRO
O valor abaixo representa o salário médio inicial para a ocupação CBO 322205 - Técnico em hemotransfusãocom o perfil escolhido nesta consulta. Foi calculado com base nas 564 contratações observadas entre set/2016 e fev/2017.

R$ 1.342
 SALARIÔMETRO O valor abaixo representa o salário médio inicial para a ocupação CBO 322210 - Técnico em hemodiálisecom o perfil escolhido nesta consulta. Foi calculado com base nas 2 contratações observadas entre set/2016 e fev/2017. R$ 1.800

 SALARIÔMETRO O valor abaixo representa o salário médio inicial para a ocupação CBO 322210 - Técnico em UTIcom o perfil escolhido nesta consulta. Foi calculado com base nas 2 contratações observadas entre set/2016 e fev/2017. R$ 1.800

 SALARIÔMETRO O valor abaixo representa…