Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2017

SALÁRIOS DOS TÉCNICOS DE ENFERMAGEM X GARIS DE CURITIBA 2017

SALÁRIOS DE TÉCNICOS DE ENFERMAGEM X GARIS DE CURITIBA


Empresa que descumpriu CCT quanto a disponibilização de plano de saúde deve pagar multa

Empresa que descumpriu CCT quanto a disponibilização de plano de saúde deve pagar multa28/11/2017

Uma empresa de Brasília deverá pagar multa por descumprir dispositivo das Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs) da categoria a que pertencem seus funcionários - referentes aos períodos de 2013/2015, 2015/2016 e 2016/2017 - que previa a contratação de plano de saúde médico-odontológico para seus empregados e dependentes. De acordo com o juiz Rubens Curado Silveira, titular da 11ª Vara do Trabalho de Brasília, o argumento da empresa, no sentido de que os empregados demonstraram desinteresse em aderir ao plano, não se sustenta, seja porque as declarações juntadas aos autos não foram devidamente atestadas, seja porque a empresa sequer comprovou ter contratado o plano, conforme determinam as normas coletivas.
Na reclamação trabalhista, o Sindicato Interestadual dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico e Eletrônico do DF, Goiás e Tocantins, na qualidade …

Juiz não aplica reforma trabalhista e reverte demissão em massa

Juiz não aplica reforma trabalhista e reverte demissão em massa Sem negociação coletiva com o sindicato dos trabalhadores, grupo hospitalar paulista havia demitido mais de 100 funcionáriosAo não aplicar a reforma trabalhista, que entrou em vigor no último dia 11, um juiz de São Paulo (SP) reverteu a demissão em massa de mais de 100 funcionários de um grupo hospitalar da capital paulista.  O pedido foi feito pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), que ajuizou ação civil pública em outubro após denúncias de que as dispensas em massa, sem negociação coletiva com o sindicato da categoria, teriam sido causadas por um processo de terceirização ilícita. De acordo com o MPT, ao todo, os hospitais demitiram, em setembro, 68 fisioterapeutas e 62 empregados de outras categorias, e terceirizaram todo o setor de fisioterapeuta. Para o órgão, a dispensa foi abusiva por ter sido realizada sem negociação coletiva prévia. E, mesmo que a nova Lei da Terceirização autorize a contratação de profissiona…

Reforma Trabalhista: o que muda na escala 12×36

Reforma Trabalhista:  o que muda na escala 12×36 No dia 11 de Novembro entra em vigor a Reforma Trabalhista, que foi defendida pelo Governo Federal como prioridade para colocar em ordem as contas públicas e estimular a economia do país.  Dentre as mudanças que entram em vigor, estão: direito de férias, jornada de trabalho, intervalos, planos de cargos e salários, terceirização de mão-de-obra, demissão negociada, entre outros aspectos que impactam na vida do empregado e do empregador.  Você já conhece todas as mudanças propostas com a Reforma Trabalhista? Então, confira nosso artigo completo sobre Reforma Trabalhista Aprovada: e agora? O que muda?. Temos outros materiais que também vão te ajudar a entender melhor sobre o direito de férias, Entenda sobre seu direito de férias com a Reforma Trabalhista, e sobre a rescisão de contrato, Rescisão de Contrato por Acordo. Hoje, vamos falar detalhadamente sobre o que muda na jornada de trabalho 12 x 36, onde o trabalhador exerce sua atividade…

REFORMA TRABALHISTA : RETROCESSO PARA A ENFERMAGEM

Opinião Entra em vigor neste sábado, 11 de novembro, a Reforma Trabalhista brasileira. 
Reforma que tramitou no tempo recorde de um ano, sem qualquer discussão com a classe trabalhadora, 
aprovada por um Congresso que tem imensa bancada de empresários da saúde. 
Sancionada por um presidente sem legitimidade para retirar direitos da população,
 uma vez que não foi eleito pelo povo com essa bandeira de promover uma transformação social em nosso País. Vai reger as relações entre patrões e empregados e o impacto das mudanças será muito grande,
 especialmente para os trabalhadores da enfermagem, pelas características particulares da profissão. 
Uma reforma perversa, que afasta os trabalhadores de seus sindicatos e conseqüentemente da Justiça, 
que, mais do nunca, não será para todos.
A Lei 13.467/17 promove a destruição das garantias dos direitos dos trabalhadores que durante décadas 
funcionaram e que agora são exterminadas. Começam por enfraquecer os sindicatos e suas premissas, 
ao acabar com o imp…

Nova Reforma Trabalhista para Profissionais de Enfermagem...

CIDADANIACom nova reforma trabalhista, hospital cancela folga para quem trabalha em feriadoSAB, 11/11/2017 - 16:16


Jornal GGN - Imediatamente após o início da validação da reforma trabalhista, um hospital na zona sul de São Paulo decidiu emitir um comunicado aos seus funcionários de que, a partir de hoje (11), serão canceladas as folgas e remuneração em dobro até então garantidas pela CLT para aqueles que trabalham durante o feriado. Assinado pelo Departamento Jurídico e Pessoal, o hospital Dom Alvarenga não perdeu tempo e passou a aplicar as novas liberdades facilitadas pela reforma trabalhista aos empregadores. A área da saúde será uma das grandes afetadas pelo fim da remuneração em dobro durante os feriados, uma vez que geralmente os médicos, enfermeiros e demais funcionários trabalham sob escalas de plantões. O Dom Alvarenga tem cerca de 700 funcionários atuantes no hospital no bairro do Ipiranga. Já na noite desta sexta-feira (10) o comunicado foi fixado nas paredes do estabelecim…

VAGAS DE EMPREGO PARA TÉCNICO DE ENFERMAGEM EM CURITIBA E REGIÃO;;;

ENFERMAGEM PRINCIPAIS DECISÕES JUDICIAIS...

Auxiliar de enfermagem consegue equiparação salarial com técnica
(Qua, 12 Ago 2015 07:30:00)
Uma auxiliar de enfermagem do Hospital Nossa Senhora da Conceição S/A, em Porto Alegre (RS), conseguiu equiparação salarial com uma técnica de enfermagem por comprovar que desempenhava as mesmas atividades, porém com salário menor. Ao concluir que não ficaram demonstradas diferenças entre as funções desempenhadas pelas profissionais, a Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho negou provimento ao agravo de instrumento empresarial. Em defesa, o Hospital disse que as trabalhadoras exerciam funções distintas, e que as profissões de técnico e auxiliar de enfermagem, além de contemplarem diferentes atribuições, se diferenciam em relação à qualificação e às responsabilidades. Mas para o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) ficou comprovado a existência de identidade de funções. Uma das testemunhas descreveu que "não havia atividades que a técnica de enfermagem fizesse que a auxilia…